Empresa concessionária de energia elétrica é condenada por vazamento de dados de cliente idoso.

Indenizar um cliente de 80 anos, entendeu que vazamento de dados pessoais de consumidor configura falha na prestação de serviços.

Na ação, o cliente disse ter tomado conhecimento de que seus dados pessoais teriam sido vazados pela empresa e que estavam sob posse de estranhos, afirmou que com a apropriação indevida de seus dados, estaria vulnerável a todos os gêneros de fraudes e importunações. 

No caso, a empresa condenada não cuidou da privacidade de dados pessoais do consumidor como data de nascimento, números de CPF e RG, gênero, endereço, números de telefones, até de seu celular, endereço, carga instalada, consumo estimado, tipo de instalação e leitura.

“Dessa forma, com o devido respeito, não poderia prosperar a tese de que não houve falha na prestação do serviço, já que é dever da Concessionária demandada adotar mecanismos de segurança que se voltem à proteção de seus clientes, como é o caso da guarda das informações sigilosas confiadas pelos utentes.”, afirmou o Desembargador Relator.

Confira a íntegra da decisão clicando aqui.