Empresa multinacional de varejo é multada em R$ 4,5 bilhões por violações da GDPR.

Uma empresa internacional do setor de varejo foi multada em US$ 888 milhões, cerca de R$ 4,5 bilhões, por violar regras e diretrizes de proteção de dados da Regulamentação Geral de Proteção de Dados da União Europeia (GDPR). O valor bateu um recorde mundial, se tornando a maior multa já aplicada neste sentido.

A sanção, que veio a público no dia 30 de julho, foi estabelecida pela Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD), autoridade de proteção de dados de Luxemburgo.

Com base nas declarações públicas feitas pela empresa, a multa está relacionada ao uso de dados de clientes para fins publicitário.

“Discordamos veementemente da decisão do CNPD e pretendemos recorrer. A decisão relativa à forma como mostramos aos clientes publicidade relevante baseia-se em interpretações subjetivas e não testadas do direito de privacidade europeu, e a multa proposta está totalmente fora de proporção até mesmo com essa interpretação.”, afirmou a empresa em defesa prévia.